Software

5 segredos para a produtividade de desenvolvedores

5 segredos para a produtividade de desenvolvedores

Especialista de engenharia da BossaBox, startup que aloca e gere profissionais de tecnologia, aponta maneiras de potencializar a performance na entrega de produtos digitais

Estudo realizado pela Universidade da Califórnia comprovou a importância de uma cultura que promova o bem-estar dos colaboradores dentro das corporações. De acordo com a pesquisa, trabalhadores felizes são, em média, 31% mais produtivos e vendem 37% mais em comparação aos outros. Quando o assunto é o setor de desenvolvimento de software, a Developer Experience (DevX) é uma tendência crescente, afinal, a área está intimamente ligada ao rendimento, satisfação no trabalho e eficiência dos processos.
‎‏ ‎  
Pensando nisso, Gustavo Bassan, Head de Engenharia da BossaBox, startup que aloca e gere profissionais de tecnologia para empresas e scale ups, separou 5 insights que podem potencializar o rendimento dos desenvolvedores. Veja abaixo!

1. Eficiência e tempo de foco

Na maioria das organizações, o time de desenvolvimento tem que lidar com a cobrança de outros setores; inclusão em diversas reuniões, além de outros fatores do dia a dia. Esses, podem tirar o foco do principal, que é a entrega do produto. “Passando por companhias afora, percebi que meu trabalho era interrompido regularmente, e me sentia muito improdutivo, pois eu não conseguia entrar no tal do ritmo do desenvolvedor”, conta Gustavo Bassan.


Por isso, é crucial deixar algumas reuniões pouco objetivas de lado para não sobrecarregar esses profissionais e deixá-los focados no que realmente importa: o projeto.

2. Produção e monitoramento

Por vezes, há um grande squad atuando na produção de um produto, e quando acontece um erro, isso gera uma demanda exagerada para se obter uma resposta rápida, considerando o MTTR, sigla que significa o tempo médio para resolver uma falha no sistema. Mas, um MTTR alto pode pressionar os desenvolvedores para que resolvam problemas rapidamente, possibilitando decisões precipitadas ou soluções de curto prazo que podem afetar a qualidade do código.

Na prática, por mais que a equipe se esforce, nem sempre vai conseguir atingir as expectativas e até mesmo resolver incidentes rapidamente.“A importância de utilizar ferramentas de métricas de monitoramento como o DORA Metrics, que é o conjunto de indicadores desenvolvidos para avaliar a eficácia e a eficiência das práticas de DevOps em uma organização, é múltipla, pois elas fornecem uma maneira sistemática de medir o desempenho e principalmente identificar áreas de melhoria.” conta Bassan.

3. Codebase estruturada

Uma boa organização e estruturação do codebase,terminologia que significa o conjunto de código-fonte de um projeto de software, contribui para o entendimento do código pelos programadores. Dessa forma, é possível localizar e compreender com mais facilidade as partes importantes do programa, diminuindo o tempo necessário para navegar e buscar informações.

“Antes, era muito difícil encontrar a causa raiz dos incidentes, pois a codebase tinha uma baixa qualidade. Muita coisa precisava ser refatorada, mas essas tarefas nunca eram consideradas prioridade. Agora, alinhamos esse fator, o que nos permite mais agilidade e eficácia para identificar e resolver incidentes, além de uma melhoria na estabilidade e desempenho de nossos sistemas”, afirma Bassan.

4. Planejamento do projeto e processos de equipe

Implementar processos e planejar um projeto são essenciais para que tudo fique organizado, tendo em mãos as atividades a serem realizadas, prazo estipulado e qual será o melhor caminho para executá-lo. Sem eles, o squad tende a ficar perdido e atrasar as entregas, o que prejudica o desenvolvimento e maior rendimento.
5. Praticar escuta ativa sobre rendimento
Antes de olhar apenas para métricas, pergunte para o time qual o ponto de vista de cada um sobre produtividade”, explica o Head. Ainda de acordo com ele, ”os desenvolvedores podem falar sobre o que vai tornar o dia a dia mais assertivo e direcionar a empresa neste sentido”.