A convincente e perturbadora tecnologia de troca de rostos da Disney

Os Deepfakes cortejaram uma grande quantidade de controvérsia nos últimos tempos, e com a tecnologia que se espera venha a colocar grandes desafios na arena política – e nomeadamente as próximas eleições presidenciais – plataformas incluindo o Google, Twitter e Facebook estão a tomar medidas sobre o assunto. Uma empresa, contudo, está empenhada em tornar os deepfakes mais realistas do que nunca: A Disney.

Num artigo recentemente publicado, a Disney Research Studios descreve como tem utilizado a formação progressiva de algoritmos, tecnologia de estabilização e efeitos de iluminação para alcançar resultados de troca de rostos completamente convincentes. Os resultados são um pouco inquietantes, para dizer o mínimo.

O que distingue os esforços da Disney das tentativas de outros é o seu enfoque nos megapixels.

Tradicionalmente, a tecnologia de falsificação profunda tem-se concentrado em transferências faciais suaves – ou seja, fazendo com que um rosto pareça um rosto sobre um rosto – em vez dos detalhes de uma imagem. Os modelos do DeepFakelab, por exemplo, produziram uma imagem de 256 x 256 pixels. A Disney, no entanto, rampas que chegam a ter uma resolução de 1024 x 1024. Isto não só dá às deepfakes um aspecto mais realista, como significa que as imagens ficarão melhor em telas maiores, o que é evidente no que a House of Mouse tem os seus alvos.

O jornal não detalha quaisquer aplicações potenciais para a tecnologia, mas sendo a Disney, as hipóteses são de a empresa estar a procurar formas de enriquecer as suas futuras ofertas de filmes e programas de televisão. Já vimos VFX usado para trazer Carrie Fisher de volta à vida para The Rise of Skywalker, enquanto James Dean está pronto a regressar às telas este ano graças a CGI. A tecnologia da Disney poderia contornar totalmente os efeitos visuais, e permitir à megacorp lançar qualquer pessoa – viva ou morta – nos seus filmes.

Via: Yahoo!Finance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *