E-Commerce

Cinco estratégias para aumentar as vendas em e-commerces no Dia dos Namorados

Cinco estratégias para aumentar as vendas em e-commerces no Dia dos Namorados


Conheça algumas estratégias eficazes sugeridas pela Magis5 para vender mais nesta data importante para o comércio eletrônico

O Dia dos Namorados, celebrado em 12 de junho, é uma das datas mais lucrativas do ano para o varejo físico e online, perdendo apenas para o Dia das Mães, Black Friday e Natal. Em 2024, espera-se que a celebração continue a impulsionar significativamente a economia.


No Distrito Federal, a Fecomércio estima que a celebração injete R$ 394 milhões na economia local, com o gasto médio por pessoa subindo de R$ 227 em 2023 para R$ 251 neste ano. Os produtos mais procurados continuam sendo roupas, calçados, cosméticos, perfumes e chocolates, seguindo a tendência dos anos anteriores.


Embora exista um processo de descentralização do e-commerce, o Sudeste ainda é a região que mais consome produtos on-line. O setor atingiu um recorde de R$ 108 bilhões em vendas em 2023, um aumento de 14,6% em relação a 202, de acordo com dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). A expectativa, ainda, é de que a curva de crescimento do e-commerce em todo o país seja mantida nos próximos quatro anos.


No Mato Grosso, uma pesquisa do Sebrae prevê que o Dia dos Namorados movimentará R$ 231 milhões, com perfumes e cosméticos (26%), roupas (15%) e bolsas e sapatos (13%) sendo os itens mais procurados. Já no Mato Grosso do Sul, em 2024, uma pesquisa de intenção de consumo e comemorações, realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio em parceria com o Sebrae, indica que a data deve gerar um movimento de R$ 360 milhões no comércio. Entre os que planejam comprar, as opções mais populares são roupas (25%), perfumes (24%), calçados (15%) e flores (13%).

Independente do estado, o Dia dos Namorados é uma oportunidade significativa para vendas no e-commerce. A questão é: como sua empresa pode se destacar e aproveitar ao máximo essa ocasião? Aqui estão algumas estratégias da Magis5, um hub de integração e automação para marketplaces, que oferece suporte e ferramentas, para ajudá-lo a alcançar esse objetivo.

1. Atração: Uma página de vendas atrativa e bem projetada conecta o consumidor ao momento da compra. Todos os elementos da página, incluindo textos, imagens e chamadas para ação, devem ser pensados para levar o usuário diretamente à etapa final da jornada: a compra. “O consumidor não está atrás apenas de um produto, mas sim de um benefício. Entenda qual atributo do item é mais chamativo e como isso pode melhorar a vida do consumidor. Use isso para chamar a atenção e convencê-lo de que ele precisa comprar aquele produto”, disse Claudio Dias, CEO da Magis5.

2. Personalização: Personalizar produtos deixou de ser mero modismo e passou a ser uma tendência forte e importante para “fisgar” e fidelizar os consumidores. Além disso, a personalização não só satisfaz o consumidor, mas também incrementa a imagem da marca, diferenciando-a do “lugar comum” e da oferta do “mais do mesmo” – algo cada vez menos desejado pelo comprador. Quem não gostaria de ter um produto exclusivo com o qual se identifique imediatamente? “Por meio dessas personalizações, é possível aumentar o poder de tomada de decisão dos negócios, melhorar o conhecimento sobre os clientes e gerar mais insights para o dia a dia”, ressalta Claudio Dias.

3. Otimização de Logística: Tanto a espera do consumidor quanto a pressão da entrega têm gerado muita ansiedade em ambas as partes. Por isso, é muito importante que a empresa garanta o prazo acordado, baseado em um tempo realista, dentro da capacidade produtiva, disponibilidade de estoque e na logística de transporte.

4. Automação: Manter-se competitivo significa aproveitar a tecnologia para agilizar suas operações e impulsionar o crescimento do seu negócio. A automação permite que o lojista se concentre nas decisões estratégicas, em vez de ficar preso às tarefas cotidianas. Por exemplo, um dos aspectos mais críticos da administração de uma loja é manter níveis de estoque precisos. Nesse sentido, um software de automação pode ajudar a gerenciar seu estoque, atualizando as quantidades de produtos em todas as plataformas em tempo real, reduzindo o risco de vendas excessivas ou rupturas de estoque. E isso não é tudo. Uma plataforma de automação é projetada para automatizar ao máximo as atividades operacionais, beneficiando tanto o gestor quanto sua equipe.

5. Integração: Diferente da automação, uma ferramenta de gestão integrada unifica o controle dos processos e indicadores da empresa. Ou seja, os empreendedores que precisam monitorar, otimizar os processos, acompanhar resultados e elaborar estratégias precisas para decisões mais assertivas encontram na gestão integrada a parceira ideal. “É salutar para um lojista investir em soluções que ao mesmo tempo ofereçam integração e automação, pois ambos levam à eficiência operacional, escalabilidade, restando tempo para focar em estratégias de crescimento e inovação”, reforça Dias.


Sobre a Magis5 acesse:

https://lp.magis5.com.br/