Tecnologia

Muitos dados, pouca análise: qual a importância da gestão de dados?

Muitos dados, pouca análise: qual a importância da gestão de dados?

Por Mari Xavier

Crescer e se destacar é o sonho de todo empreendedor, mas nem todos dispõem do preparo necessário para isso. Diante de uma era fortemente marcada pela transformação digital, toda empresa, independente de seu porte ou segmento, irá lidar, cada vez mais, com um volume intenso de dados essenciais para sua prosperidade. Entretanto, muito mais do que reunir essas informações, é preciso saber como analisá-las estrategicamente, de forma que se transformem em ações inteligentes em prol do solavanco do seu negócio.

O avanço da digitalização no mercado tornou muito mais difícil se sobressair frente aos concorrentes. Afinal, em poucos cliques, se torna possível encontrar diversas marcas que oferecem os mesmos produtos ou serviços que os seus. Então, de que forma o seu empreendimento conseguirá atrair e reter a atenção dos consumidores? Por meio de ações estratégicas pautadas em informações

Tomar decisões com base em dados é fundamental para que haja um direcionamento mais assertivo frente aos objetivos desejados, uma vez que essa análise proporcionará um entendimento mais profundo sobre seu público-alvo e, com isso, antecipar suas necessidades proativamente, obtendo maior eficiência nos processos, melhor experiência com a marca e uma redução de riscos que possam prejudicar sua imagem e operação.

Não há dúvidas acerca desta importância. Contudo, ainda existe um gap enorme para que se torne realidade. Em dados divulgados pelo Relatório Modern Data Infrastructure Dynamics, grande parte das empresas espera que suas necessidades de dados cheguem a quase dobrar nos próximos dois anos. Por sua vez, hoje, 60% dos líderes de TI afirmam que suas organizações estão sobrecarregadas com a quantidade de dados que gerenciam. Com isso, 75% dizem estar preocupados com as chances de as infraestruturas de dados utilizadas não conseguirem atender a escalabilidade necessária para atender as demandas dos negócios.

Este receio se potencializa ainda mais ao levarem em consideração os crescentes ataques cibernéticos que tomaram conta do mercado, principalmente, frente a falta de mecanismos de segurança robustos que proteja os dados corporativos. O mesmo estudo identificou que 69% dos líderes temem a impossibilidade de detectarem uma violação de dados a tempo de protegê-los, junto com 68% que não acreditam que a infraestrutura de dados da empresa seja resiliente o suficiente para recuperar as informações corporativas após ataques de ransomware – um dos mais frequentes cometidos.

Grande parte destes perigos vêm, justamente, da falta de estratégia em adotar mecanismos robustos de gerenciamento de dados, contando com o apoio de ferramentas completas que permitam não apenas o controle seguro de qualquer volume de informações corporativas, como também sua análise em tempo real para tomada de decisões mais assertivas para a marca.

Nesse sentido, de nada adiantará coletar dados valiosos referentes ao público-alvo e mercado de atuação, sem que a empresa disponha de recursos modernos capazes de reuni-los em uma única plataforma e que permitam sua análise em tempo real, identificando o que precisa ser ajustado e as ações promissoras de continuarem sendo investidas, que permitam conquistas de oportunidades cada vez melhores para o destaque corporativo.

Com um ERP, como exemplo, os negócios terão à disposição um sistema de gestão robusto que oferece um amplo controle e visibilidade dos dados internos, permitindo que os responsáveis tenham acesso constante a atual situação da marca. E, a partir disso, consigam ter mais segurança ao tomarem decisões estratégicas para seu crescimento bem como outros benefícios que este software proporciona.

Vale destacar que segundo outra pesquisa divulgada pela Vanson Bourne, cerca de 70% das empresas que investem na análise de dados são capazes de reduzir seus custos, além de 72% que conseguem impulsionar novas oportunidades através dessa ação. O potencial que essa estratégia traz é inegável, e fundamental para qualquer empresa ter mais segurança no armazenamento e análise de suas informações.

Gerenciar as infraestruturas de dados de forma segura e sustentável é uma luta constante de todo empreendimento. Apesar disso, temos à disposição ferramentas completas e seguras capazes de viabilizar essa análise em tempo real, as quais são indispensáveis de serem adotadas imediatamente por todas as marcas. Até porque, para quem quiser sair à frente da concorrência, essa é uma peça-chave que não poderá faltar. 

Mari Xavier é coordenadora de suporte e atendimento ao cliente da Keep