Universidade Oxford relata avanço em testes de vacina contra Covid-19

A Universidade de Oxford, no Reino Unido, relatou resultados positivos da sua candidata à vacina Covid-19 num pequeno estudo pré-clínico envolvendo seis macacos.

Estes dados preliminares da vacina, actualmente em ensaios em humanos, foram publicados no sítio web de pré-impressão bioRxiv, conforme notou a Reuters.

Segundo a publicação, alguns macacos administrados com uma única injeção da vacina geraram anticorpos contra o vírus no prazo de 14 dias, enquanto todos os macacos desenvolveram anticorpos no prazo de 28 dias, antes de serem expostos a doses elevadas de vírus.

Após a exposição ao coronavírus, a vacina candidata foi impedida de danificar os pulmões e bloqueou a replicação do vírus. No entanto, verificou-se que o vírus se estava a replicar activamente no nariz.

O professor de farmacoepidemiologia da London School of Hygiene & Tropical Medicine, Stephen Evans, afirmou que os dados relativos aos animais eram “boas notícias”. Evans foi citado como tendo dito: “É um dos obstáculos a ser ultrapassado pela vacina de Oxford e já a limpou bem.”

O professor também observou que nenhuma prova de doença imunitária, em que uma vacina piora a doença, era tranquilizadora.

Evans acrescentou: “Esta era uma preocupação teórica definitiva para uma vacina contra a SRA-CoV-2 e não encontrar provas para ela neste estudo é muito encorajador”.

No mês passado, a Universidade de Oxford assinou um acordo com a AstraZeneca para desenvolver e distribuir a sua candidata à vacina Covid-19, uma vacina recombinante contra o adenovírus em desenvolvimento pelo Jenner Institute e pelo Oxford Vaccine Group da Universidade.

Os resultados do ensaio em humanos estão previstos para o próximo mês, com planos para iniciar os ensaios em fase avançada até meados deste ano. Como parte do acordo, a AstraZeneca vai levar a cabo o desenvolvimento e o fabrico e distribuição global da vacina.

Via: Pharmaceutical-Technology

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *