Data Rudder lança solução que identifica casos de lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo em transações financeiras via PIX

Data Rudder lança solução que identifica casos de lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo em transações financeiras via PIX

Sistema Monitora PLD chega para apoiar as instituições de pagamento na segurança transacional, com foco no mercado de apostas esportivas – as conhecidas “bets”

São Paulo, 28 de fevereiro de 2024 — Diante das recentes regulamentações em relação ao mercado de apostas esportivas, estabelecidas pela Lei 14.790, a Data Rudder, empresa especializada em soluções antifraude, desenvolveu um produto para apoiar as instituições de pagamento na identificação de casos de lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo.

Nomeada Monitora PLD, a plataforma realiza o acompanhamento em tempo real das movimentações financeiras de cada cliente, identificando operações atípicas e transações com perfil de lavagem de dinheiro nas contas correntes.

A plataforma enriquece os dados com variáveis que normalmente estão associadas a esse tipo de esquema, como: verificação se o usuário é uma pessoa politicamente exposta ou um coligado, envolvimento em mandados de prisão e processos criminais, relação com trabalho escravo, e suspeita ou confirmação de falecimento. Além disso, entram na análise listas restritivas e internacionais que ajudam a avaliar a probabilidade de risco. 

No caso do monitoramento de transações feitas em casas de apostas esportivas, outros fatores também são relevantes. Por isso, a plataforma verifica se o usuário é maior de idade e se está presente nas listas da CBF como jogador, técnico, árbitro ou qualquer outra função que possa influenciar no resultado das apostas. 

Atendendo também o Art. 23 da Lei 14.790, a solução da Data Rudder oferece a verificação de identidade do apostador, através de Face Match, prova de vida e documentoscopia. 

Uma vez que a análise é concluída, o sistema gera três possibilidades: ou a conta segue transacionando normalmente; ou ela é enviada para uma aprovação por alçada, que envolve a avaliação de um diretor da instituição; ou é encaminhada para reporte ao COAF – Conselho de Controle de Atividades Financeiras. Para facilitar o processo de emissão e envio ao regulador, o Monitora PLD produz automaticamente o relatório no formato XML, detalhando quais foram as variáveis que apontaram o risco naquela conta. 

“Com a análise de dados, conseguimos traçar o perfil de comportamento do cliente e comparar com as informações dos outros perfis da base. Assim, dá para identificar semelhanças nestes comportamentos e apontar aquelas transações ou contas com maior suspeita. É assim que atuamos tanto na prevenção, como na detecção do risco,” explica Beatriz Lima, CDO da Data Rudder.

A proposta da empresa está ancorada ao avanço do mercado de apostas esportivas, as conhecidas “bets”, no Brasil. Só entre setembro e novembro de 2023, os sites de casas de apostas acumularam um total de 2,1 bilhões de visitas, com uma média de seis minutos por acesso, segundo o SimilarWeb. 

Além disso, segundo levantamento realizado pelo Instituto Datafolha, as apostas esportivas online têm atraído a atenção de 15% da população brasileira, com um gasto médio mensal de R$263 por pessoa. 

Os apostadores e as empresas do setor de bets precisam agora se adaptar a novas regras, conforme prevê a lei. No caso do PIX, um dos métodos de pagamento permitidos para apostas, é necessário que a chave seja vinculada a dados do próprio jogador. A intenção da medida é que o usuário só possa direcionar para apostas o dinheiro que já tem em sua conta bancária.

De acordo com dados fornecidos pela Datahub, entre os anos de 2020 e 2022, o mercado de apostas esportivas experimentou um crescimento de 360%. Várias razões podem ser atribuídas a esse fenômeno, como a popularização dos jogos online, o aumento da bancarização, o acesso à internet e o uso de smartphones. E o PIX certamente vem contribuindo para esse crescimento, já que oferece uma alternativa rápida, segura e conveniente para transferências financeiras, facilitando o processo para os usuários.