Desafios e oportunidades: tendências de marketing digital para 2024

Desafios e oportunidades: tendências de marketing digital para 2024

Por Fernanda Momm, sócia da Presse Comunicação, jornalista e especialista em Marketing Digital

Quando falamos em tendências de marketing digital para 2024 o uso da inteligência artificial generativa certamente aparece no topo da lista. Para se ter uma ideia da dimensão deste tema, segundo dados da Hootsuite, o  interesse é tão grande que, de 2022 a 2023, os tópicos relacionados a aprendizado sobre IA aumentaram 550%, de acordo com uma análise realizada com mais de 15.500 artigos de notícias e blogs. E os profissionais de marketing social certamente mergulharam de cabeça nessa onda. 

Porém, é preciso ficar atento ao uso da IA porque a questão da confiança ainda é uma grande sombra que ronda sobre o uso dessas ferramentas. O público está mais atento às notícias falsas e a ideia de uma máquina que junta palavras ou mistura imagens para serem compartilhadas on-line deixa algumas pessoas desconfortáveis.  Segundo um estudo  do Pew Research Center, 45% dos adultos norte-americanos estão igualmente preocupados e animados com isso, enquanto 37% estão mais preocupados do que animados, e apenas 18% estão mais animados do que preocupados. Ou seja, a maioria dos consumidores estão menos propensos a se envolver e confiar em um conteúdo se souberem que ele foi criado por um aplicativo de IA.

Estar presente nas redes sociais é essencial para posicionar qualquer negócio. É o lugar onde as pessoas estão e as marcas precisam ser encontradas sem que o público precise sair dessas plataformas. Empresas invisíveis nas redes sociais correm o risco de serem esquecidas. Mas, com a sobrecarga de informações, destacar-se pode ser desafiador. É crucial ter uma estratégia clara para se conectar de forma eficaz com o seu público. Pensando nisso e nas novidades anunciadas pelas plataformas de redes sociais, trago para reflexão cinco tendências de marketing digital para 2024.

1 – Uso da inteligência artificial sem perder a autenticidade. É certo que a IA se tornará onipresente nas redes sociais e os profissionais de marketing social devem usar uma ferramenta que facilite suas vidas. Podemos usar a IA como parceira de brainstorming, mas sem perder o foco na experiência que o conteúdo quer criar para o cliente. O olhar humano é quem vai criar estratégias e definir se o conteúdo gerado reforça a marca e se funciona para o público em questão. 

2 – Presença multiplataforma. Quando seu público está em toda parte, marcar presença onde ele estiver é uma tarefa difícil. O usuário médio de mídia social acessa cerca de sete plataformas por mês. Se manter uma presença em apenas uma rede social já é difícil, quanto mais em várias. Esse é um grande desafio para as organizações. Além disso, é importante adaptar o conteúdo para cada rede, uma vez que canais diferentes têm públicos diferentes. Os usuários também têm motivos diferentes para estar em cada plataforma – o Facebook para se conectar com amigos e familiares, o TikTok para se divertir, Instagram para explorar interesses e Twitter/X para receber notícias e atualizações de eventos, por exemplo. 

3 – Possibilidade de remoção de curtidas. O Instagram pode remover definitivamente o recurso de curtidas em postagens. A justificativa dada é que a contagem de curtidas pode influenciar negativamente a saúde mental, uma vez que muitas pessoas associam o valor social à validação por meio dessas interações. Contudo, essa iniciativa tem sido objeto de controvérsias, com críticos argumentando que o Instagram busca essa alteração para aumentar seus ganhos com anúncios, onde existe acesso a métricas sobre o valor investido.

4 – Conteúdo em vídeo. Ele continuará a se destacar nas redes sociais, com formatos como vídeos curtos, transmissões ao vivo e reels/tiktoks. A criação de vídeos atraentes e autênticos será fundamental. O marketing de vídeo evoluiu e se tornou um dos aspectos mais importantes a serem considerados em sua estratégia de marketing de conteúdo. O vídeo é preferido por 80% das pessoas em relação ao texto escrito e já está sendo usado por 87% das empresas como uma ferramenta de marketing. O Instagram já está testando várias formas de ferramentas de edição de imagens. A aposta é  que logo será possível criar imagens colaborativas com IA, nas quais os amigos possam contribuir, criando novos tipos de edições.

5 – O LinkedIn vai despriorizar o conteúdo pessoal e ganhar mais atenção da Geração Z. O LinkedIn já implementou algumas mudanças no algoritmo que priorizam o profissionalismo, incluindo uma que se concentra em conhecimento e aconselhamento. Segundo o próprio LinkedIn, seus usuários consideram o conteúdo mais valioso quando ele está enraizado no conhecimento, especialmente se foi publicado por alguém que eles conhecem. Ou seja, vai ser preciso se esforçar ainda mais para construir uma rede pessoal e seus seguidores para se tornar relevante no LinkedIn em 2024. Mais uma tendência importante a ser observada no LinkedIn em 2024: A geração Z ganhará uma parcela maior da base de usuários. Eles são o grupo demográfico de crescimento mais rápido e já estão ultrapassando os mais velhos quando se trata de adicionar conexões na plataforma.

À medida que nos aproximamos de 2024, as tendências de marketing digital delineiam um cenário dinâmico e desafiador. O uso crescente da inteligência artificial generativa destaca-se como uma ferramenta poderosa, mas a confiança do público permanece uma preocupação crítica. A autenticidade continua sendo a chave, especialmente ao incorporar IA como uma aliada estratégica. Além disso, a necessidade de uma presença multiplataforma é inegável, considerando a dispersão do público nas redes sociais. A possível remoção de curtidas no Instagram, a ascensão contínua do conteúdo em vídeo e as mudanças no LinkedIn indicam uma constante evolução no cenário digital. Os profissionais de marketing enfrentam o desafio de adaptar suas estratégias para conquistar a confiança do público, proporcionando experiências relevantes e autênticas em meio a um ambiente digital em constante transformação.