IBGE indica que quase 8% dos trabalhadores atuam de forma remota – modelo é tendência na área de tecnologia

IBGE indica que quase 8% dos trabalhadores atuam de forma remota – modelo é tendência na área de tecnologia

Uma das principais empresas de tecnologia e inteligência artificial adota o trabalho remoto desde 2013 e viu o nível de satisfação dos colaboradores aumentarem


São Paulo, janeiro de 2024 -Segunda uma pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) 7,4 milhões de pessoas exerciam teletrabalho no Brasil em 2022, o que representa 7,7% do total de pessoas trabalhando ativamente. A pesquisa também mostrou que o teletrabalho está mais presente entre as pessoas com nível superior de escolaridade, cor/raça branca, sexo feminino e que atuam no setor de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias e administrativas.

O teletrabalho é um tipo de trabalho remoto, realizado em um local alternativo ao local padrão de trabalho, com a utilização de equipamentos de tecnologia da informação e comunicação (TIC), como computadores, telefones e tablets. A pesquisa também estimou em 9,5 milhões o número de pessoas que exerceram trabalho remoto em 2022, o que inclui, além dos teletrabalhadores, aqueles que não usavam equipamentos de TIC.

Um dos exemplos mais bem sucedidos de empresas que souberam aproveitar as oportunidades do teletrabalho é a BigDataCorp, maior datatech da América Latina. Segundo Thoran Rodrigues, CEO da empresa, desde 2013, quando começou o negócio, ele sempre teve a preferência pelo trabalho remoto e, por conta disso, desenvolveu técnicas para que a operação funcione : “Nós temos um modelo de gestão baseado na entrega e na responsabilidade de cada um. Não ficamos controlando o que as pessoas estão fazendo ou onde elas estão. Sempre damos feedbacks constantes e confiamos em toda a nossa equipe. Por conta disso, temos um ciclo de planejamento e acompanhamento mais curto, que nos permite ajustar as demandas e as prioridades com mais agilidade”, afirma.

Para Stefanie Ferracciu, diretora de RH da BigDataCorp, a empresa, que já tinha uma cultura de trabalho remoto antes da pandemia, conseguiu se adaptar facilmente às mudanças impostas pela crise sanitária. “Sempre tivemos essa flexibilidade de trabalhar de casa e, há bastante tempo, temos uma política de verba para os funcionários comprarem os equipamentos que eles precisam para trabalhar confortavelmente em casa. No final, percebemos que as pessoas ficaram muito mais felizes e produtivas trabalhando remotamente, e isso colabora na redução de turnover e em uma maior satisfação das pessoas”, afirma.

A executiva também ressalta que a empresa valoriza o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos funcionários. “Um dos nossos valores é o equilíbrio. Não ficamos controlando o horário ou o local de trabalho dos nossos colaboradores. Confiamos na entrega e responsabilidade de cada um. Aqui na BDC incentivamos as pessoas a terem hobbies e a cuidarem da saúde mental”, diz.

Mesmo os teletrabalhadores representando uma pequena parcela dos trabalhadores ativos (7%), eles tendem a ter um perfil socioeconômico diferenciado. Ganhando, em média, quase três vezes mais (R$6.479) que os não teletrabalhadores (R$2.398), o que indica que o teletrabalho está mais associado a ocupações de maior qualificação e remuneração. Além disso, trabalham menos horas por semana (36 horas) que os não teletrabalhadores (39 horas), o que pode refletir uma maior flexibilidade e autonomia na organização do trabalho. Para Thoran Rodrigues, CEO da BigDataCorp, o teletrabalho é uma tendência irreversível no mercado de tecnologia e traz muitas vantagens competitivas para as empresas. “As empresas que optam por essa modalidade conseguem ter uma maior facilidade em reter talentos de qualquer lugar do país, sem se limitar pela localização geográfica. Na BigDataCorp, isso nos permite oferecer soluções mais inovadoras e ágeis para os nossos clientes, porque a gente tem uma equipe mais diversa e engajada, que usa as melhores ferramentas de tecnologia disponíveis”, explica.