Movimento Portas Abertas ajuda PMEs a começarem 2024 mais competitivos dentro do mercado do comércio digital

Movimento Portas Abertas ajuda PMEs a começarem 2024 mais competitivos dentro do mercado do comércio digital

E-commerce deve ultrapassar a marca de R$185 bilhões movimentados no Brasil apenas em 2023

O ano de 2023 deve chegar ao fim totalizando R$185,7 bilhões movimentados apenas pelo e-commerce brasileiro, isto é, pelo comércio que ocorre em plataformas online. Os dados foram divulgados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm) e mostram um crescimento constante do setor desde o ano de 2015. Durante 2022, foram movimentados R$169,59 bilhões.

Ainda segundo os dados divulgados, a expectativa é de que o ano termine com 395 milhões de compras realizadas por meio da internet. E a tendência é que os números referentes ao e-commerce continuem crescendo, de tal forma que, em 2027, atinja-se o patamar dos R$273 bilhões movimentados apenas por este setor.

“Nos últimos anos, vemos no mercado mundial e brasileiro o varejo digital ganhando cada vez mais espaço. Isso não representa o fim das lojas físicas, mas cada vez mais empresas apostam em uma experiência integrada, que une o comércio digital e o físico. Afinal, o número de compradores online tem crescido exponencialmente”, ressalta Luiz Felipe Ennes, sócio-fundador do Movimento Portas Abertas.

Com a chegada do final do ano e, portanto, dos planejamentos estratégicos para 2024, a adaptação para o e-commerce pode ser uma importante meta para diversas empresas. No entanto, para micro e pequenos empreendedores, começar a se aventurar no mercado do comércio digital pode parecer uma atividade difícil, ainda que isso represente um importante fator de competitividade e uma oportunidade de expandir os negócios.

Por um preço acessível e que cabe no bolso de quem não tem tanto capital para investir, o Movimento Portas Abertas (MPA) surge como uma oportunidade de olhar para o futuro. Com o intuito de democratizar o desenvolvimento de micro e pequenas empresas, a edutech tem um time de mais de 40 consultores e especialistas no mercado digital que, juntos, já ajudaram mais de 500 empreendedores a tornarem seus negócios mais competitivos. 

“O Movimento Portas Abertas surgiu justamente de uma vontade e necessidade de ajudar os micro e pequenos empreendedores a aumentarem seus faturamentos e, assim, não fecharem suas portas diante de crises. Hoje, temos orgulho em dizer que já ajudamos mais de 500 empreendedores, e esperamos ajudar muitos mais”, explica Katrine Sampaio, CEO do Movimento Portas Abertas.

Consultorias como ferramenta essencial para melhorar o e-commerce de empresas

Uma das maneiras mais rápidas e práticas de melhorar a performance no e-commerce de empresas está nas consultorias avulsas. São nelas que, de acordo com os seus objetivos, o micro e pequeno empreendedor pode marcar um horário para conversar, tirar dúvidas e entender melhor planejamentos estratégicos com grandes nomes do mercado. 

Hoje, as consultorias avulsas representam o principal serviço do MPA. Com uma proposta social, as consultorias fornecidas pela edutech são oferecidas por um valor acessível e que não condiz com o seu real custo. Para manter os preços baixos, a empresa conta com um sistema no qual o valor arrecadado através de patrocínios é utilizado para subsidiar os serviços prestados. Nesse sentido, os empreendedores pagam o valor reduzido de 50 reais por consultoria e o próprio MPA, por meio dos patrocínios, arca com a maior parte dos custos.

O time de consultores do Movimento Portas Abertas é formado por executivos de renome do mercado digital que encontraram nas consultorias um espaço para compartilhar suas experiências. Dentre eles, estão nomes como Marcelo Linhares, Ronaldo Magalhães, In Hsieh, Diego Kilian, Tiago Alvisi, Evandro Temperini, Elaine Meira, Alexandre Barbieri e os próprios sócios Luiz Felipe Ennes e Cristiano Chaves.