Multinacional perde mais de R$ 120 milhões em golpe de deepfake

Multinacional perde mais de R 120 milhões em golpe de deepfake
 

No último fim de semana, uma multinacional perdeu cerca de US$ 200 milhões de Hong Kong (em torno de R$ 126,5 milhões) após estelionatários usarem uma técnica de deepfake em uma chamada de vídeo para funcionários, segundo o South China Morning Post. Durante a chamada, os golpistas usaram imagens falsas do diretor financeiro da empresa, convencendo os empregados a transferir dinheiro para contas em Hong Kong por meio de uma mensagem de phishing.


Deepfakes são vídeos desenvolvidos com IA (inteligência artificial) que simulam expressões, movimentos e vozes de pessoas verdadeiras de forma ultrarrealista. Embora a tecnologia exista há alguns anos, ela vem se tornando tão sofisticada que é difícil atestar a veracidade das imagens.

Uma das formas de prevenção é a prova de vida passiva, que atesta se o usuário está presente no momento do cadastro por meio de IA.

A tecnologia, assim, consegue reconhecer quando quem está interagindo com uma pessoa verdadeira ou uma simulação.