Quando aceitar um cookie se torna um risco? 

Quando aceitar um cookie se torna um risco? 
 

Rodrigo Araújo Carneiro da Cunha, professor do curso de Ciências da Computação da Faculdade Anhanguera, explica os perigos associados à aceitação indiscriminada de cookies e como os usuários podem se proteger contra as ameaças da sua privacidade  
 


No mundo digitalizado em que vivemos, aceitar cookies tornou-se uma ação comum ao navegar por websites. No entanto, o que muitos usuários podem não perceber é que esse aparentemente inofensivo clique em “Aceitar” pode representar um risco significativo para a privacidade online.
 

De acordo com o professor do curso de Ciências da Computação da Faculdade Anhanguera, Rodrigo Araújo Carneiro da Cunha, os cookies são pequenos arquivos de texto que os websites armazenam no dispositivo do usuário para coletar informações sobre sua atividade online. “Embora muitos sejam inofensivos, alguns podem ser usados para rastrear detalhes pessoais, padrões de navegação e até mesmo criar perfis de usuários”.
 

Rodrigo alerta sobre o rastreamento invisível associado aos cookies. “Empresas e anunciantes podem utilizar cookies para seguir virtualmente cada passo do usuário na web, criando perfis detalhados que comprometem a privacidade online.”
 

Uma das maiores preocupações, segundo o especialista, reside nos cookies de terceiros, utilizados por empresas de publicidade para direcionar anúncios específicos aos usuários. Esses cookies podem revelar preferências pessoais e até mesmo informações sensíveis, transformando a navegação em um terreno fértil para estratégias de marketing invasivas.
 

“Aceitar cookies indiscriminadamente pode abrir portas para ameaças à segurança, incluindo ataques de phishing e malware. Cookies maliciosos podem explorar vulnerabilidades nos navegadores e sistemas, comprometendo a integridade dos dados pessoais dos usuários”, ressalta Rodrigo.
 

Para proteger a privacidade, o professor recomenda revisar e ajustar as configurações de cookies nos navegadores, optando por bloquear cookies de terceiros sempre que possível e utilizando extensões de privacidade. Além disso, é crucial estar ciente das políticas de privacidade dos websites visitados. Ao adotar essas medidas, os usuários podem navegar com mais segurança e preservar sua privacidade no vasto universo online.
 

É importante também frisar que informações locais no dispositivo também podem ameaçar a privacidade tais como o IP adquirido, a linguagem do navegador e até mesmo o fato de conectar em contas de Email podem expor informações privilegiadas a um possível atacante na WEB, portanto tenha sempre cuidado ao acessar sites desconhecidos ou duvidosos.