Reciclus avança na reciclagem de lâmpadas no Brasil em 2023 e já tem planos para 2024

Reciclus avança na reciclagem de lâmpadas no Brasil em 2023 e já tem planos para 2024

Diante dos marcos conquistados ao longo deste ano, o objetivo é continuar a expansão da Associação no futuro próximo

A Reciclus – Associação Brasileira para a Gestão da Logística Reversa de Produtos de Iluminação – é uma entidade sem fins lucrativos, que desempenha o papel vital no gerenciamento da logística reversa de lâmpadas contendo mercúrio no Brasil. Ao encerrar o ano de 2023, a organização alcançou a expressiva marca de 37,4 milhões de lâmpadas fluorescentes coletadas e mais de 3,8 mil pontos de entrega espalhados por todo o país. 

Comprometida em fomentar a Educação Ambiental, a entidade assume uma função ativa, dedicando importantes esforços nessa área. Colaborando na criação e difusão de conhecimento com o Programa Reciclus Educa, especialmente voltado para crianças e jovens, a Associação busca conscientizar e promover práticas sustentáveis para mitigar os impactos negativos no meio ambiente. Ao longo deste ano foram mais de 100 mil cartilhas distribuídas para crianças e jovens, além de mais de 400 professores capacitados para aplicação do Programa em sala de aula 

“Com a adoção de práticas de destinação ambientalmente correta das lâmpadas, contribuímos para a redução da extração de novos recursos naturais, promovendo a economia circular e preservação do meio ambiente.”, explica Natalia Fochi – Coordenadora de Sustentabilidade e Logística da Reciclus. 

Originada da assinatura da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e do Acordo Setorial de Lâmpadas, a Associação empenha-se na coleta, transporte seguro e destinação ambientalmente correta de lâmpadas usadas. Desde 2017, é responsável por operacionalizar a Logística Reversa de lâmpadas fluorescentes, desenvolvendo desse modo uma estratégia de implementação de reciclagem desses materiais.  

O descarte inadequado de lâmpadas constitui uma prática prejudicial ao meio ambiente e à saúde humana. Isso por conter mercúrio em sua composição, cujo manuseio incorreto implica riscos para mananciais, florestas, solo urbano e a própria qualidade do ar. A Reciclus trabalha para reintegrar os componentes ao setor produtivo como matéria-prima ou insumo, evitando, assim, a necessidade de extração de novos recursos naturais. 

Para efetuar a coleta, a entidade elaborou um coletor personalizado, criado para realizar o recolhimento, transporte e descarte seguro e eficiente das lâmpadas fluorescentes. Os pontos de entrega podem ser encontrados em estabelecimentos comerciais e também em algumas secretarias de meio ambiente e prefeituras. Para localizar o local mais próximo, acesse aqui. 

Perspectivas para 2024 

“À medida que nos aproximamos do próximo ano, a entidade vislumbra um horizonte promissor e repleto de oportunidades com foco no recolhimento de lâmpadas em parcerias com Prefeituras e Secretarias de Meio Ambiente, participação em eventos e, especialmente, na ampliação do programa Reciclus Educa. Com um compromisso permanente com a sustentabilidade ambiental, a Reciclus prevê expandir ainda mais suas operações de logística reversa, consolidando-se como referência em entidade gestora no Brasil”, ressalta Camilla Horizonte, Gerente de Operações e Marketing da Reciclus. 

A Reciclus acredita que a mudança de comportamento começa pela informação e pela conscientização. Assim, os projetos educacionais serão intensificados para construir uma cultura sustentável de descarte, com o objetivo de atingir, com os materiais educacionais, pelo menos 300 mil pessoas, incluindo também adultos, com o desenvolvimento de novos materiais, ações e parcerias com outras entidades gestoras.  Além disso, a entidade estará atenta às inovações tecnológicas que possam aprimorar os processos de coleta, transporte e destinação, e também projetos sociais que possam beneficiar a sociedade