Think IT alerta para os golpes e ciberataques envolvendo carnês de IPTU, IPVA e boletos em geral

Think IT alerta para os golpes e ciberataques envolvendo carnês de IPTU, IPVA e boletos em geral


Especialista ressalta os cuidados essenciais para evitar fraudes e cair em golpes de boletos e carnês e lista as dicas para proteger suas finanças

São Paulo, 29 de janeiro de 2024 – Com o avanço da tecnologia, fraudes em boletos tornaram-se uma preocupação recorrente, impactando desde pagamentos de mensalidades escolares até impostos como IPTU e IPVA. Para enfrentar esse desafio, especialistas da Think IT relacionam uma série de melhores práticas visando proteger as finanças dos usuários.

Um dos pontos-chave é a atenção ao receber comunicações digitais, especialmente via WhatsApp ou SMS. Recomenda-se desconfiar de mensagens recebidas por canais não oficiais, a menos que já tenham sido previamente comunicado ou solicitado pelo próprio usuário. Além disso, ao receber e-mails, é fundamental verificar os números das barras, garantindo sua correspondência com o banco referenciado.

“Outro alerta importante é estar atento a erros comuns, como ortografia, datas de vencimento e informações do beneficiário. Golpistas muitas vezes utilizam dados corretos, mas associam o CNPJ e a conta a instituições fraudulentas. Verificar os valores do boleto em diferentes campos também é uma prática útil”, orienta Marcos Pires, sócio e head da Unidade de Negócios de Cybersecurity da Think IT.

Pires reforça que, ao baixar boletos pela internet, a recomendação é fazê-lo diretamente dos sites oficiais das instituições, evitando programas que possam alterar códigos. A utilização de computadores públicos ou redes Wi-Fi abertas também deve ser evitada, pois são ambientes propícios para invasões.

Em casos de boletos relacionados a impostos, como IPTU, é fundamental conferir a URL do site, garantindo que seja um domínio confiável, como [.]gov[.]br. Desconfiança também deve ser levantada se o valor do imposto estiver consideravelmente acima do habitual, sugerindo possível adulteração.

Finalmente, a importância de manter sistemas operacionais e aplicativos atualizados, bem como utilizar antivírus pagos com suporte e inteligência artificial, é destacada como medida fundamental para proteger contra malwares.

“Em um cenário onde fraudes em boletos estão se tornando mais sofisticadas, a conscientização e adoção de práticas preventivas tornam-se cruciais para a segurança financeira dos consumidores”, reforça Pires.

Tais práticas preventivas igualmente devem ser observadas pelas organizações, envolvendo a implementação de soluções abrangentes de monitoramento, detecção e remediação de ameaças.

“Nós, na Think IT, ressaltamos a importância de proteger a marca de nossos clientes, referente à implementação de soluções como análise de phishing e monitoramento de sites fraudulentos. A preocupação não se limita apenas à segurança da própria organização, mas também à reputação com seus clientes, uma vez que boletos fraudulentos podem ser emitidos em nome da empresa, manchando sua integridade”, explica Pires.

Por isso, é fundamental que as organizações monitorem toda a superfície digital para identificar possíveis sites fraudulentos que possam se assemelhar aos seus e, assim, evitar golpes digitais em seu nome. Isso não apenas garante a segurança dos dados, mas também preserva a reputação da empresa.

Às organizações, um dos principais serviços oferecidos pela Think IT é o SOC e serviços gerenciados, que desempenham um papel essencial na prevenção e resposta a incidentes de segurança cibernética. Por meio desses serviços, a Think IT oferece a gestão eficaz dos endpoints como outra frente crucial na estratégia de cibersegurança.