03/10/2022
carros do futuro
O que podemos esperar dos carros do futuro?

O que podemos esperar dos carros do futuro? Carros elétricos, Veículos movidos a hidrogênio, Automóvel com condução autônoma, Carros com Inteligência Artificial, Automóveis controlados por software, Carros voadores

O que podemos esperar dos carros do futuro?

Com o setor tecnológico sempre em busca de inovações, a indústria automobilística não poderia ser diferente.
Aliado ao componente de modernidade, existe cada vez mais uma cobrança da sociedade para que se produzam veículos que não agridam o meio ambiente.
Automóveis elétricos, movidos à hidrogênio, veículos voadores, com inteligência artificial, carros autônomos.
Mas afinal, que inovações podemos aguardar nos carros que serão fabricados nos próximos anos?
Veja aqui algumas ideias que atualmente estão em desenvolvimento.

Carros elétricos

Chegará o dia em que as reservas de combustíveis fósseis se esgotarão.
Enquanto isso não acontece, a queima deste combustível pelos veículos movidos a gasolina, diesel, provoca o aumento da poluição, destruição da camada de ozônio, aumento do efeito estufa. Isso sem contar com a poluição da natureza, decorrente da extração do petróleo.
As empresas cada vez mais investem na solução de veículos movidos à eletricidade.
O fato é que os veículos movidos à eletricidade já são uma realidade em ruas do mundo inteiro.
Mas o benefício destes automóveis silenciosos, movidos com energia limpa, tem algumas desvantagens.
Talvez os grandes empecilhos atualmente sejam o custo relativamente alto, a pouca autonomia deste tipo de veículo, já que depende da recarga da bateria.
Por falar em bateria, o custo de reposição desta peça atualmente também é alto.
Atualmente, a Tesla é o grande expoente desta área na indústria automobilística.

Veículos movidos a hidrogênio

Muita gente não sabe, mas os automóveis movidos a hidrogênio podem também ser considerados carros elétricos.
Isso porque, esta fonte de energia (o hidrogênio) ajuda a produzir a energia elétrica, o que na verdade produzirá o movimento do veículo.

Este veículo é composto por um tanque de gás hidrogênio (H2) que, ao entrar em contato com o oxigênio (O2) da atmosfera, produzem 2 produtos em sua célula a combustível: água e eletricidade (H20), sendo esta última expelida por uma tubulação de escape.

A eletricidade é usada para alimentar o carro, então, assim como os veículos elétricos convencionais, os carros a hidrogênio são uma alternativa de mobilidade limpa, sem consequências prejudiciais ao meio ambiente.

Algumas vantagens: abastecimento rápido, amigo do meio ambiente (elimina vapor de água), silencioso, alta autonomia.
Algumas desvantagens: o ainda elevado custo do combustível, poucos postos de abastecimento, alto preço de aquisição do veículo.

Automóvel com condução autônoma

Quando esta tecnologia se tornar padrão, as pessoas poderão estar dentro de seus veículos, mas desempenhando outras atividades, como por exemplo, trabalhando ou estudando, enquanto desfrutam de conforto e segurança.
Os carros com sensores apurados, capazes de se locomover em velocidades controladas pelas rodovias e prevenir acidentes.
Uma área em constante evolução, já que o automóvel tem que contar com com inteligência artificial, contextual, sensorial e decisiva, para que consiga tomar as decisões autônomas, de forma rápida e segura.
As empresas que tem maior eficiência nesta área até o momento, destacam-se a Google, a Uber e a Tesla.

Carros com Inteligência Artificial

Na verdade, estamos falando de conectividade de veículo para veículo.
Idealmente, seria possível que os carros futuros se conectassem à mesma rede compartilhada com base em sua localização.
Com isso, os veículos poderão comunicar entre si diferentes parâmetros como distância, velocidade, etc.
Essa comunicação constante, complementada pela condução autônoma, pode revolucionar o transporte como o conhecemos, reduzindo drasticamente o número de acidentes para quase zero, aumentando a velocidade e eliminando congestionamentos, reduzindo os tempos de viagem, entre outros benefícios.

Automóveis controlados por software

Estes veículos tem uma evolução constante, muito por conta do software, que frequentemente é atualizado com novas funcionalidades.
Novos serviços e novos aplicativos, estão disponíveis, durante toda a vida útil do veículo.
AS Unidades de Controle Eletrônico (ECU) controlam cada função específica do veículo, como vidros elétricos, sistema de entretenimento.
Esta tecnologia pode ser complicada de atualizar à medida que novas tecnologias se desenvolvem.
Na atualidade, os veículos podem ter até 100 ECUs diferentes, e cada uma delas tem seu próprio software.
Estes carros, verdadeiros “computadores sobre rodas” para sua próxima geração de veículos, consolidando essas ECUs em uma arquitetura centralizada.
Dependendo da arquitetura de software do fabricante do carro, é possível uma solução de plataforma completa.
Dessa forma, os veículos do futuro terão um alto nível de rede e automação definidas por software.
A quantidade e qualidade dos sistemas de hardware, que precisam ser conectados de forma inteligente por meio de uma plataforma de software para ajudar a transportar pessoas com segurança e conforto.

Carros voadores

Que tal entrar no seu carro e sair voando com ele?
Este tipo de veículo, que muitos sentem ser possível só em filmes de ficção científica, está perto de se tornar uma realidade no dia a dia das pessoas.
Pelo menos aquelas com um pouco mais de dinheiro.
A vantagem deste tipo de veículo é poder alternar entre rodar na estrada e voar pelos céus.
O VTOL (veículo de decolagem e pouso vertical). Silencioso, elétrico, mas com baixa autonomia de voo, ideal para deslocamentos na mesma cidade.
Tanto pode ser usado como automóvel como aeronave.
Possíveis fabricantes: a nacional Embraer e as estrangeiras Toyota, Hyundai, Airbus e Lilium.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.